Sacrifício por nós

“Ele é a propiciação pelos nossos pecados” (1 João 2:2).

Jesus é Aquele que paga o preço pelos nossos pecados.
A palavra “propiciação” é uma palavra pouco usada, especialmente nos nossos dias, porque está ligada diretamente a um termo de sacrifício.
Está ligada diretamente à prática religiosa de aplacar a ira de Deus através de um sacrifício.
O sacrifício era a propiciação. Por exemplo, no paganismo, era uma forma de fazer com que o deus do paganismo se tornasse o deus favorável àquela pessoa que estava ali oferecendo o sacrifício.
João não está usando a palavra “propiciação” no sentido pagão do termo.
João a usa em um sentido muito mais elevado.
Ele não quer dizer apenas que Deus está irado, quer dizer que Deus é o Deus Santo que precisa ser satisfeito.
Deus é Justo e a Sua Justiça precisa ser satisfeita.
O pecador precisa pagar o seu débito, porque se não for pago, Deus não será justo.
João diz então que Jesus se torna a propiciação.
Jesus se torna o sacrifício, o pagamento dos nossos pecados.
Quando chegarmos diante do Tribunal de Deus, com todos os nossos débitos, a justiça de Deus exigirá que sejamos condenados!
Mas, ali temos um Advogado que é também o Sacrifício, Aquele que pagou a conta e vai dizer: “Pai ele pode ser perdoado, porque a conta dele já foi paga. Aqui está o sacrifício!”.