Tudo em ordem?

“E quando estiverdes orando, se tendes alguma cousa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas” (Marcos 11:25).

O cristão é alguém que, por todas as vias, busca sempre a reconciliação.
Considerando isto, todas as vezes que nos envolvemos com atividades tais como a adoração, devemos fazer um autoexame, devemos fazer uma avaliação de nossas vidas.
De fato, há muitas coisas que devemos levar em consideração antes de levarmos nossas ofertas ao altar de Deus.
Ao não buscarmos a reconciliação, não oferecermos nosso perdão ou não buscarmos o perdão de quem ofendemos, nos tornamos desqualificados para a adoração a Deus.
Enquanto mantivermos uma atitude de ira e/ou um coração não disposto a perdoar, ou enquanto tivermos a atitude de não buscar a reconciliação, nossa adoração será vazia.
Isto ocorre porque aquilo que agrada a Deus é o que vem do nosso coração e não apenas os atos exteriores.
Veja, você pode ir a uma reunião cristã, você pode orar, você pode cantar, você pode depositar sua oferta no gazofilácio, mas nada disso terá valor para Deus se a sua vida interior não estiver em ordem, se lá dentro do seu coração as coisas não estiverem corretas.
Deus vê nosso interior e é daí que deve partir nossa adoração.