Trabalho: instrumento para servir a Deus

“E procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos, como já vo-lo temos mandado” (1 Tessalonicenses 4:11).

João, o primo e predecessor de Jesus, anunciou algo importante sobre nossa conduta no trabalho e na vida.
Em Lucas 3, João Batista fala sobre a ética no trabalho.
A primeira lição é uma lição de trabalho, primeira analogia de frutos legítimos e arrependimento.
O ponto é que Deus recompensa ou disciplina… exatamente como um pai faz com seus filhos (Lucas 3:8).
A pergunta deles era: o que devemos fazer?
O ponto era como podemos demonstrar frutos legítimos de arrependimento? (Lucas 3:10, 12, 14).
João oferece uma resposta econômica, do universo do trabalho e não apenas uma orientação religiosa.
Sirva com seus recursos!
Compartilhe seus bens e alimentos (Lucas 3:10).
Assim, os soldados não deveriam extorquir as pessoas.
Os cobradores de impostos não deveriam cobrar acima dos valores justos.
A essência do ensino é que nosso trabalho deve consistir em serviço generoso!
“Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade” (Efésios 4:28)
O seu trabalho é um instrumento de serviço a Deus e ao próximo.