Somos a luz do mundo

“E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, assentando-se, aproximaram-se Dele os seus discípulos” (Mateus 5:1).

Jesus assentou-se em uma colina, seus discípulos estavam próximos, e uma multidãon de pessoas se reuniu em torno d’Ele.
Homens e mulheres sem esperança, pagando impostos altíssimos a um imperador que sequer conheciam.
Eram pessoas esgotadas, decepcionadas com o sistema religioso corrupto e com uma pergunta que lhes martelava a cabeça: por quê?
Eles sentiam-se como nada além de escravos de Roma.
Não tinham nenhuma organização social adequada, nada para oferecer.
E, Jesus passou a lhes apresentar uma razão porque viviam onde viviam.
Jesus lhes falava do texto que se encontra em Mateus 5:14-16.
A palavra de Deus os definia como sendo a luz do mundo.
Jesus olhando para aquelas pessoas que se sentiam cansadas, angustiadas, estressadas, decepcionadas, disse: “Vocês são a luz do mundo!”.
A audiência, composta majoritariamente de judeus, entendeu as palavras como sendo uma referência ao que dissera o profeta Isaías centenas de anos antes.
O profeta teria dito que Israel seria luz para os gentios, uma nação que se destacaria politicamente.
Mas Jesus tinha algo mais em mente.
Jesus estava olhando para pessoas comuns e lhes dizia: “Através de vocês o mundo conhecerá como Deus é”.