Olhando para a vida do ponto de vista de Deus

“Mas temo que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo” (2 Coríntios 11:3).

O grande vilão das nossas vidas é que somos influenciados pelo ponto de vista do mundo e, muitas vezes deixamos de viver segundo o ponto de vista de Deus.
Nós vivemos em um mundo complexo e astuto que dita as regras para o homem viver nele, fazendo com que o homem passe a vida correndo atrás de um ideal que não é o verdadeiro.
Há poucos dias, dei uma olhada no setor de empregos e me surpreendi com o padrão exigido: ter experiência em vendas, ser dinâmico, ter ensino médio completo e boa aparência.
Isso para ganhar um salário de R$ 800,00 em telemarketing.
Eva tinha tudo que um ser humano queria.
Ela vivia no paraíso.
Adão e Eva tinham autoridade sobre todos os outros seres da terra.
Vida perfeita e abundante.
Até que Satanás, através de uma serpente, apresentou outro ponto de vista para esse casal.
E a essência desse ponto de vista era que eles não tinham o suficiente.
Eles tinham tudo, mas era preciso ser como Deus.
Naquele momento, o homem deixou de olhar a vida do ponto de vista de Deus, e passou a viver do ponto de vista do mundo.
E, foi a partir daí que deixamos de viver a vida abundante.