Não tolere o pecado

“Tenho, porém, contra ti o tolerares que essa mulher, Jezabel, que a si mesma se declara profetisa, não somente ensine, mas ainda seduza os meus servos a praticarem a prostituição e a comerem coisas sacrificadas aos ídolos” (Apocalipse 2:20).

O veredicto acima revela que a congregação tinha tolerado uma mulher falsa.
Profetisa que, de acordo com o pronunciamento de Jesus, era falsa, mas tinha permissão para ensinar e seduzir os seguidores de Jesus à imoralidade sexual e à contaminação através de comidas sacrificadas a ídolos.
Essa mulher se autodenominava profetisa e parece que, de alguma maneira, ela conseguiu destaque dentro da igreja.
Talvez fosse uma figura extremamente carismática.
Apenas uma pequena parcela da congregação percebeu e reprovou a prática dessa mulher.
A maioria das pessoas tolerava seu ensinamento.
Além de expor verdadeiramente seu caráter, ela recebeu a alcunha de Jezabel.
Jezabel era o nome da mulher cananeia que se casou com o rei Acabe.
Ela não apenas levou Acabe à idolatria, mas conseguiu através da influência dele, criar e promover seus ensinamentos idólatras em toda nação de Israel (1 Reis 16:31-33; e 2 Reis: 9:22).
Por tolerar o intolerável, a igreja de Tiatira estava sofrendo prejuízos terríveis.
O cristão deve perceber o pecado e não tolerá-lo jamais