Mudando o foco

“… porque, no meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade” (2 Coríntios 8:2).

Quando nós voltamos para a palavra de Deus, para o texto de 2 Coríntios, vamos nos deparar com algo bastante interessante: as pessoas da Macedônia, provavelmente não tinham muito dinheiro; pelo menos é o que podemos perceber pelo que Paulo diz neste texto.
Esta é uma passagem muito forte porque ela trata de temas fundamentais, ela fala de sofrimento, de tribulação, de dificuldades.
Aqui temos pessoas que têm tido suas posses evaporadas, estão perdendo tudo e, mesmo assim, estão dispostos a viverem alegremente porque o texto nos fala de alegria contrastando com toda a aflição, fala da abundância de alegria.
Muitos cristãos que eu conheço perderam o brilho da alegria em sua vida, não têm mais a capacidade de sorrir, é como se eles já tivessem se esquecido, já não lembram mais como sorrir, porque tudo o que fazem é olhar para a circunstância financeira em que estão atolados; olham para as dificuldades da conta bancária, olham para o dinheiro que não chegou, para o negócio que não deu certo, quando deveriam abrir os olhos e levar os olhos ao Deus Todo Poderoso, porque a nossa confiança deve estar n’Ele, o nosso tesouro deve estar nas mãos Dele, Ele é a nossa força.