Indispensável

“Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne” (João 6:51).

Nem sempre Jesus apresentava a verdade de modo claro e simples.
Algumas vezes Ele usava expressões enigmáticas a fim de estimular a atenção, reflexão de sua audiência encorajando-os a participar do processo de descobrimento da verdade.
O que Jesus quis dizer quando afirmou ser o pão da vida?
Não basta apenas entendermos como uma bela frase poética.
O que isso significa?
Pão é sinônimo de sustento da vida.
Sem o pão a vida não subsiste, o pão é essencial para a vida.
Dizemos ‘ganhar a pão de cada dia’ ao nos referirmos ao sustento.
Mas, o que é vida?
Notemos que este argumento vai além da obviedade material.
O que é trágico a respeito da vida não é o fato de que seja tão curta, mas que demoramos demais para começar a viver.
Pois vida na concepção de Jesus é mais que mera existência.
Jesus está propondo um novo sentido espiritual para vida.
Vida é relacionamento com Deus.
Confiança, intimidade, obediência e amor.
Segundo Jesus, este relacionamento só é possível por meio d’Ele.
Longe d’Ele, ninguém pode relacionar-se com o Pai.
A conclusão é que Jesus dá a vida, sendo assim, Ele é essencial para a vida e, por esta razão, Ele é o pão da vida.