Estímulo e resposta

“Disse-lhe Jesus: Mulher, podes crer-me que a hora vem, quando nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai… Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores” (João 4:21, 23).

Adoração é uma resposta que damos a Deus por tudo o que Ele é, por tudo o que Ele faz e por tudo o que Ele venha a fazer.
Jesus na passagem acima esclarece que nós devemos como adoradores ter de forma muito clara o objeto de nossa adoração, ou seja, o que adoramos, a quem adoramos.
Você deve ter notado a palavra ‘Pai’.
Quando dizemos que a adoração é uma resposta, precisamos entender que resposta é sempre o resultado de algum estímulo.
Por exemplo, alguém que goste de carros quando vê um carro bonito, responde de determinada maneira.
Assim somos nós, aqueles que têm o coração grato quando ouvem a respeito de Deus, respondem positivamente a respeito de Deus; quando pensam em Deus, respondem positivamente; quando ouvem canções que falam de Deus, respondem positivamente, porque eles têm esse estímulo, Deus é o grande estímulo de suas vidas.
Então por Deus ser este grande estímulo, a resposta é a adoração.
Que Deus e Sua obra em nós seja sempre esse estímulo que nos leve a responder em adoração.