Ele é o primeiro

“Não temas; eu sou o primeiro e o último” (Apocalipse 1:17c).

Jesus é Senhor absoluto quando as coisas dão certo, mas Jesus continua soberanamente Senhor quando as coisas dão errado.
Jesus é Senhor quando estamos sorrindo, quando nos alegramos, quando tudo vai bem em nossa vida, quando o jardim floresce.
Mas Jesus continua sendo Senhor (e não é menos Senhor) quando sofremos, quando choramos, quando encontramos apenas espinhos em nossos jardins.
Não existe parte neste universo, não há experiência que possa anular o senhorio de Jesus.
Ele é Senhor deste mundo e Ele é Senhor do mundo do porvir.
Quando João escreveu o Apocalipse, o imperador Domiciano pensava ser o soberano sobre todas as coisas, pensava ser o primogênito, aquele que tem autoridade, aquele que tem honra, que tem poder, que tem preeminência, que tem o primeiro lugar.
Ele pensava que podia praticar todos os seus desmandos, pensava que podia praticar tudo aquilo que seu coração desejasse sem ser confrontado por ninguém.
Mas ele estava enganado.
Jesus é o primogênito.
Jesus continuava tendo toda a primazia, embora os cristãos estivessem sofrendo severa perseguição.
Mas a revelação de Jesus a João, era que Jesus continuava sendo aquele que tem a autoridade, aquele que tem honra, que tem poder, que tem preeminência, quem tem o primeiro lugar.