Ele cura

“Passou a sega, findou o verão, e nós não estamos salvos” (Jeremias 8:20).

A linguagem de Jeremias, que se torna proverbial, é uma referência agrícola a um cultivador que precisa da colheita para suprir as suas necessidades e acaba por não conseguir colher os seus frutos, embora ainda precise dos frutos para suprir as necessidades de sua família.
Noutras palavras, Jeremias estava dizendo: é tarde demais.
Tínhamos esperança, tínhamos planos, mas agora é tarde demais, o que amávamos se foi, passou a colheita, o verão findou: não fomos salvos.
Você já sentiu isso na vida?
Cuidou de seus filhos, foi um cônjuge fiel, mas quem você amava se foi.
Você talvez colocou tudo em sua profissão, em sua igreja no seu ministério, mas o que você amava se foi.
E essa perda deixou feridas.
Deus pode curar qualquer um que Dele se aproxime com sinceridade.
O único que pode curar o coração ferido, diante da terrível perda é o próprio Deus; ninguém pode substituir o consolo que Ele nos pode oferecer.
Por mais precioso que seja o que perdemos, nada nem ninguém pode substituir o conforto e o consolo do nosso Deus.
Por mais preciso que nos seja alguém, nada pode substituir a Deus. Busque a Deus, clame a Deus, deixe-O tratar de suas feridas.
Afastar-se de Deus não lhe trará a cura, trará amargura, mas Deus pode curar você.