Decisões
“Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência” (Deuteronômio 30:19).
Você já parou para pensar no número de escolhas que temos que fazer durante todo um dia ou durante a semana?
Talvez você tenha levantado hoje com isso martelando em sua cabeça, uma decisão importante que você tenha que tomar enquanto a semana se encerra.
Quando estamos nesse impasse, o que realmente gostaríamos é que o céu se abrisse e uma voz forte viesse ao nosso encontro para nos dizer sim ou não.
Se Deus me dissesse o que fazer, todos os meus problemas estariam resolvidos, certo?
Não, errado!
Tomar nossas decisões nos ajuda a crescer, a ganhar experiência e a assumir responsabilidades.
Afinal, se tomarmos a decisão errada seria muito cômodo dizer que a culpa é de Deus.
Jesus nos deixou a Sua palavra, para que baseados nela tomássemos boas decisões, decisões essas que nos levam a ser mais parecidos com Cristo. Enquanto sua semana se encerra e você precisa tomar decisões, tome decisões baseados no que diz a Palavra de Deus, tome suas decisões baseando-se em princípios e valores inegociáveis, na dúvida faça sempre o que é certo!
Luciano Pavarotti, contava que quando era pequeno, seu pai lhe pediu que trabalhasse arduamente em sua voz.
Um dia, matriculado em um curso de graduação em música, perguntou ao seu pai: Devo ser professor ou um cantor?
O pai respondeu: se você sentar em duas cadeiras, você provavelmente vai cair entre elas; na vida temos que escolher uma cadeira.
Depois de 14 anos e muitas frustrações, Pavarotti se apresentava pela primeira vez no Metropolitan Opera.
Leandro Tarrataca