Coragem – 1

“Todo lugar que pisar a planta de vosso pé, vo-lo tenho dado, como prometi a Moisés” (Josué 1:3).

A vida expande ou encolhe na proporção da coragem de alguém.
Coragem é uma virtude que os filósofos têm procurado definir por milênios.
Com Sócrates, aprendemos mais em seus debates, sobre o que não é coragem, do que uma definição de coragem.
Aristóteles ensina que coragem é o meio entre o medo e a irresponsabilidade.
É o equilíbrio entre o medo irracional de temer o que não precisa ser temido, e a irresponsabilidade que leva a ações irresponsáveis.
Coragem física: Bombeiro que enfrenta as chamas para socorrer uma vítima.
Colocar sua constituição física em risco para promover o bem.
Como desenvolver?
Cuidando de sua saúde física.
Ninguém pode demonstrar coragem fisicamente se não estiver atento para esta dimensão da vida.
Josué 1:3 “Todo lugar que pisar a planta do vosso pé”.
Implica em andar e andar incansavelmente.
Coragem intelectual:
Vivemos dias difíceis com problemas incontáveis.
Precisamos de novas ideias, mas as novas ideias não são aceitas rapidamente.
É preciso ter coragem intelectual para pensar e repensar a vida, para ter o cuidado de escolher criteriosamente o que colocar em nossas mentes.
Josué 1:8 diz: “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; medita nele dia e noite…”.