Exemplo

“E disse-lhes: Tenho desejado ansiosamente comer convosco esta Páscoa, antes do meu sofrimento…” (Lucas 22:15).

O psiquiatra Allan Schwartz escreveu sobre a ansiedade e depressão em pacientes em situação pré-cirúrgica, “Um diagnóstico mais sério traz consigo uma severa reação emocional.
Por exemplo, é comum que pessoas que estão diante de uma cirurgia do coração sintam-se extremamente ansiosas e deprimidas”.
Você pode imaginar do ponto de vista humano o estado de espírito de Jesus naquela noite em que entrando no cenáculo para estar com seus amigos…
Pois Em algumas horas trevas terríveis cairiam sobre Jesus e Ele seria preso como um criminoso comum, zombado, cuspido e finalmente crucificado.
Ele desejava estar com seus discípulos naquele momento de profunda angústia, humanamente falando deseja que fossem amigos, fossem uma fonte de encorajamento, mas não foram.
Estavam ocupados demais discutindo quem dentre eles era o mais importante, quem seria o maior no reino! (v. 24).
Era costume quando você entrava numa casa que alguém lavasse seus pés, poderia ser o dono da casa ou o mais baixo, o menor, o menos importante dos servos.
Mas, quando Jesus entra ninguém se dispõe a lavar-lhe os pés…
Por quê?
Todos estavam preocupados em ser o “cão alfa” o maior no reino e ninguém queria se desqualificar dessa posição.
Então, o Deus do universo, que se tornou homem, apanhou uma bacia com água, uma toalha e lavou os pés desses convencidos, egoístas arrogantes.
Pense…
O Deus do universo, pegou uma bacia, uma toalha e lavou os pés desses arrogantes e egoístas que não são muito diferentes de nós!
Somos nós maior que o Deus do universo?
Certamente podemos nos curvar humildemente para que Deus seja glorificado em nossas vidas afinal de contas se Jesus o fez também podemos fazer.

Amor em várias facetas

“Porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho” (Hebreus 12:6).

O livro de Oséias trata de dois assuntos paralelamente: De um lado a infidelidade humana: pecados, ingratidão, imoralidade, intriga, idolatria, independência.
Os responsáveis por essa rebeldia epidêmica eram os sacerdotes, profetas, príncipes e líderes do povo em geral.
As consequências seriam terríveis: perderiam seus filhos, viveriam em meio a uma escalada de violência e terminariam no exílio.
Por outro lado, a fidelidade divina lhes oferecia amor, mas o amor de Deus é revelado no fato de que eles não ficariam sem correção por seus erros, na verdade o amor não fecha os olhos para o que está errado, pois não pensa em si mesmo, mas no bem do outro.
Deus, como um pai, não deixaria Israel se destruir em seus erros, mas disciplinaria a fim de que pudessem despertar do pesadelo da rebelião.
Mais dois aspectos do amor de Deus são apresentados no livro: O amor de Deus não abandona e o amor de Deus não os deixaria sem salvação.
Assim como Oséias resgataria sua esposa Gomer de um mercado de escravos, Deus também está disposto a pagar o mais alto preço para resgatar seu povo.
Deus deseja salvar-nos dos nossos pecados e erros, basta-nos com coração contrito voltarmos para Ele.

O caminho de Deus

“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e luz
para o meu caminho” (Salmo 119:105).

Você quer tomar decisões apropriadas?
Você quer ser sábio?
Siga a Jesus. Não estou falando a respeito da sua educação, talvez você tenha muitos diplomas, essa não é a questão.
Você precisa de sabedoria.
Você quer ter uma vida espiritualmente iluminada?
A iluminação se dá através da graça de Deus quando cremos em Jesus Cristo.
Deus tem estabelecido como devemos andar e não precisamos ter medo porque o caminho de Deus vai nos guiar em direção à vida, à bênção e à justiça.
A cada passo que você dá, vai ver mais do que Deus tem para a sua vida, mas é importante que você dê estes passos.
Algumas vezes eu gostaria que a luz de Deus iluminasse toda a rodovia, a fim de que eu pudesse ver lá adiante, e pudesse ter certeza de que é por ali que eu deveria caminhar; mas não é assim que funciona, Deus ilumina passo a passo.
Não poucas vezes, eu vejo cristãos desesperados para descobrirem o futuro, qual é a melhor alternativa? Em que direção devem ir?
Quero lhe dizer algo muito importante para esta questão: Deus revela-nos a Sua vontade à medida que Ele trabalha em nosso caráter.
Deus está nos dizendo: “você precisa aprender a caminhar através das minhas
promessas”.
Você está disposto a fazer isso hoje?

Oração de marinheiros pagãos

“Então clamaram ao Senhor, e disseram: Ah, Senhor! Nós te rogamos, que não pereçamos por causa da alma deste homem, e que não ponhas sobre nós o sangue inocente; porque tu, Senhor, fizeste como te aprouve” (Jonas 1:14).

A oração é um recurso tão importante, que nas páginas da Bíblia não aparece apenas nos lábios de homens santos, mas até mesmo na boca dos pagãos!
Você se lembra da clássica história de Jonas, o profeta que decidiu fugir da presença de Deus, indo em direção oposta.
Uma assustadora tempestade se formou, tão assustadora que os marinheiros pagãos caíram de joelhos.
Sim, quando escolhemos deliberadamente ir na direção contrária à vontade de Deus aqueles que estão a nossa volta sofrem também a dor das consequências.
Mas, Deus é tão bom que mesmo nesses momentos de franca rebeldia Ele abre as janelas dos céus para ouvir as orações feitas.
Duas lições:
1) Se você está na direção errada, ore e peça a Deus que te coloque novamente no curso certo;
2) Se você está sofrendo as consequências da decisão de alguém que tomou a direção errada, ore, Deus terá alegria em te restaurar.

Adoração

“Ó, vinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemos diante do Senhor que nos criou” (Salmos 95:6).

As Cataratas do Iguaçu são uma das mais belas paisagens do mundo e é visitada por mais de um milhão de turistas todos os anos.
São 275 saltos por onde escoam em torno de um trilhão de litros de água por segundo. Quando visitei essa maravilha foi uma experiência próxima das sensações do que é adorar a Deus.
Algo tão grande, tão magnífico, as pessoas que contemplavam se emocionavam…
Ouvi até crianças dizendo coisas como: “Não vejo a hora de chegar em casa para contar para o João como é isso!”.
Defino a sensação de adoração como a percepção de que há alguém tão maior, tão mais lindo e mais santo que tudo que existe nessa terra.
Encontrar o Criador por meio da face de Jesus é ainda maior que contemplar a mais bela das cataratas!
Como dizia uma antiga canção Cristã “O brilho desse mundo se apaga ante a ti… A glória dessa terra nada é”.
Nossos maiores sucessos e nossas maiores derrotas são reduzidas a nada diante da grandeza do nosso Deus.
Se tudo que hoje temos resume-se em nosso relacionamento com Deus, se nossa esperança na resolução de nossos desafios resume-se em Deus, então tenhamos paz, pois temos mais do que precisamos!

As vívidas mensagens de Ezequiel

“Posso todas as coisas naquele que me fortalece” (Filipenses 4:13).

O profeta Ezequiel, por ordem divina, comunicava através de palavras e ações e por meio de arte criativa de seis diferentes maneiras
1. Um pequeno modelo de barro de Jerusalém que deveria ser quebrado na frente das pessoas.
2. Por 390 dias deveria deitar-se numa única posição e depois por 40 em outra posição; ele deveria fazer isso para ilustrar o número de anos que tinham desobedecido a Deus.
3. Entrar num buraco no muro para mostrar o que faria o rei.
4. Raspar o cabelo e a barba.
5. Não chorar pela morte de sua mulher.
6. Uma dieta para demonstrar a escassez de alimento e deveria cozinhar sobre excrementos humanos para demonstrar o desespero de seu povo.
Ele pede a Deus que lhe permita usar outro tipo de combustível e é atendido.
Imagine quão difícil foi o trabalho de Ezequiel de anunciar a mensagem de Deus de modo tão gráfico!
Como ele suportou?
Como aguentou sofrer em nome de Deus?
Talvez a resposta esteja em seu nome, o nome Ezequiel significa “Deus fortalece”.
A Bíblia nos ensina que nós também não apenas temos a graça de crer em Cristo, mas também de sofrer por Ele.
Mas, como suportaremos os sofrimentos na vida?
Do mesmo modo que Ezequiel…
Deus nos fortalece.
O apóstolo Paulo, ao descrever suas lutas, altos e baixos, afirmou que tudo podia em “naquele” que o fortalecia.
O Deus de Ezequiel e Paulo é o nosso Deus, Ele também nos fortalecerá.

Entregue-se

“O que deixou o gafanhoto cortador comeu o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador comeu o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador comeu o gafanhoto devorador; o que deixou o devorador comeu-o gafanhoto destruidor” (Joel 1:4).

Quando lemos o livro do profeta Joel, encontramos o povo com o coração endurecido e indiferente a Deus.
Então Joel pega uma situação natural, uma grande praga de gafanhotos para ilustrar o Dia do Senhor e dessa forma chamar aquele povo ao arrependimento.
Joel descreve como sendo um exército inimigo, são dentes como de leões, eles tomam toda a silhueta das montanhas, o sol e a lua se escurecem e as estrelas retiram o seu esplendor, tudo isso devido a essa grande nuvem de gafanhotos, as vinhas estão assoladas e as figueiras destroçadas, os campos estão devastados e isso é só uma prova de como será o Dia do Senhor.
Muitas vezes Deus precisa nos chamar a atenção, é incrível como o momento em que mais nos lembramos de Deus é em meio às dificuldades, e se esse é o jeito para chamar sua atenção, acredite, Ele o fará.
‘Rasgai o vosso coração…’, diz o profeta; em outras palavras, se entregue 100% a Deus, deixe-O comandar a sua vida, não apenas nos momentos difíceis, mas em todos os momentos.
Não sofra as consequências da indiferença, rasgue seu coração e deixe Deus dirigir a sua vida.

Oração por perdão

“O Senhor Deus assim me fez ver: e eis que ele formava gafanhotos no princípio do rebentar da erva serôdia, e eis que era a erva serôdia depois da segada do rei. E quando eles tinham comido completamente a erva da terra, eu disse: Senhor Deus, perdoa, peço-te; como subsistirá Jacó? Pois ele é pequeno” (Amós 7:1, 2).

Nada pode ser mais assustador para uma sociedade, que vive de atividade agrícola, que uma infestação de gafanhotos ou como chamam “tempestade de gafanhotos”.
Deus mostrou ao profeta Amós, que por conta das ofensas dos Judeus, essa seria a punição pelos seus pecados.
Veja, Deus é bom, amoroso e justo, assim em um determinado ponto, após o exercício de Sua longanimidade, é tempo de disciplina.
Mas, o profeta entendeu que o caminho para resolver tamanha ameaça, não eram os pesticidas; era o caminho do arrependimento, o caminho que se trilha de joelhos, pedindo perdão a Deus pelas ofensas que lhe fizemos.
A Bíblia nos convida a buscarmos sempre a Deus e, sinceramente, confessarmos nossos pecados.
Não existe coisa alguma em sua vida que Deus não saiba, sendo assim, antes de sofrer a disciplina e as consequências de seus atos, busque o perdão divino.

Envelhecer X amadurecer

“Portanto, vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, usando bem cada oportunidade, porquanto os dias são maus” (Efésios 5:15-16).

Envelhecer não é uma opção, não depende de talento ou perseverança.
Se um jovem de 20 anos deitar-se na cama por um ano, sem qualquer esforço, no próximo ano completará 21.
Envelhecer independe de nossas escolhas.
Mas, amadurecer, tornar-se um ser humano melhor, depende de bem usarmos nossos dons e talentos, por isso Paulo orientou a Igreja em Roma no capítulo 12 sobre como deveriam bem usar seus dons, aliás fez o mesmo no que diz respeito à problemática igreja em Corinto.
Tornar-se alguém melhor depende de como responderemos aos problemas, às pressões e às dificuldades.
Amadurecer é produto de uma vida que pela graça de Deus persevera e por essa graça vai se tornando mais parecido com Jesus.
Afinal, não é esse o grande alvo da vida?
Tornar-se mais parecido com Jesus em seu caráter, amor e serviço?
Sim, todos vamos envelhecer, mas apenas poucos amadurecerão.
O autor de Hebreus exortou seus leitores “Mas, o alimento sólido é para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem, mas também o mal”.
O exercício é o que leva-nos à maturidade, perseverantemente colocar em prática aquilo que está em nossa cabeça.

Deus ainda não terminou

“Aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus” (Filipenses 1:6).

Ezequiel foi um profeta que viveu cerca de 593 A.C. durante o reinado de Joaquim.
Sabemos que ele tinha ascendência sacerdotal.
Todos os sonhos desse homem estavam vinculados a um lugar, sua carreira dependia de uma atividade muito específica, pois toda sua vida consistia em se preparar para ser um sacerdote.
Mas esse sacerdócio só era possível em um templo: no templo do Senhor e em um só lugar: Jerusalém.
O problema é que seu povo se rebelou contra Deus praticando idolatria, imoralidade e ingratidão e, como disciplina, cerca de 10 mil judeus, inclusive ele próprio, foi levado para a Babilônia e o templo foi destruído.
O que dizer do seu sonho de se tornar um sacerdote no serviço a Deus e seu povo?
Estariam as circunstâncias acima do projeto de Deus para sua vida?
Nós enfrentamos a mesma pergunta quando vemos nossos sonhos se desfazerem diante dos nossos olhos.
Uma carreira desfeita, ou um sonho de família.
Deus se mostrou de modo extraordinário a Ezequiel, pois apesar de estar distante de sua terra, apesar de sua carreira parecer improvável, Deus tinha um plano para ele: não para exercer o sacerdócio como ele pensara anteriormente, mas ser um profeta!
Ser o porta-voz da mensagem de Deus!
Apesar das circunstâncias, Deus não tinha terminado com Ezequiel.
E com você não será diferente, apesar de suas circunstâncias Deus ainda não terminou sua obra em você.